Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


sexta-feira, 8 de setembro de 2006

“Intercom está se elitizando”

Expositor de São Paulo reclama do conteúdo do congresso
por Luana Lleras

Walter Freoa, professor da Faculdade Cásper Líbero (SP) e coordenador de uma sessão de pôsteres do Núcleo de Pesquisa de Publicidade e Propaganda, listou alguns problemas que ele observou no Intercom.

Ao ser entrevistado pelo Blog do CACOM, Freoa mostrou descontentamento pelo modo de exposição dos trabalhos. Para ele, o maior problema desse ano seria a qualidade dos assuntos e o grande distanciamento que a academia tem com relação ao mercado. “Quando o mercado apresenta alguma coisa, eles põem pôsteres; quando a academia apresenta alguma coisa, põem palestras”, completa.

A sessão da qual ele participa hoje, das 8h30min às 17h, tem como tema “Tendências das Pesquisas em Publicidade e Propaganda”. Ele argumentou que, nessa área, os assuntos estão bem fracos e seria mais interessante se muitos dos temas dos painéis fossem expostos em palestras.

A estudante Joana Carvalho, da PUC-Campinas, também acha que os painéis poderiam ser melhor aproveitados. “Podia dar uma bela de uma palestra”, disse ela.

A secretaria do evento, ao ser informada do assunto, informou haver uma norma do Intercom que determina a necessidade dos professores terem doutorado e trabalhos publicados anteriormente ao congresso para realizarem palestras.

Um comentário:

Joana Carvalho disse...

Ao ser abordada sobre essa assunto concluí que realmente os pôsteres tinham uma gama grande de pautas q poderiam ser melhor abordadas em uma palestra.
O pôsteres continham apenas chamadas para pontos que poderiam ser muito melhor abordados se explicados pelos pesquisadores que os propuseram.
Achei realmente uma pena que tenham ficado só na exposição de pôesteres e não em debates em possíveis palestras.