Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


quinta-feira, 7 de junho de 2007

Série CAs: CAGEA

CAGEA: música, xadrez, dominó e muita fumaça
Por Leondardo de Almeida e Lucas Doca
Foto: Edson Jr.


É consenso entre os freqüentadores que o CA de Geografia tem como principal função a socialização e integração dos alunos. De vez em quando há espaço para o estudo, mas o dominó e o xadrez imperam absolutos. Ocupando espaço reduzido, o CAGEA fica situado no subsolo do departamento de História, ao lado do CAHIS e do CAFIL. O CA tem algumas características bem peculiares: não é proibido fumar no local , não há gestão fixa e alunos de todos os semestres, com exceção dos calouros, o freqüentam assiduamente.

Uma das três portas no espaço compartilhado

no subsolo do departamento de História


Sands Xavier, 25 anos, 10° semestre, confirma a intensa participação dos estudantes no CA “embora, devido ao estágio ou trabalho, alguns alunos mais velhos sumam de vez em quando, é fácil encontrar pessoas de semestres mais avançados batendo papo por aqui”. Segundo ele, a convivência é tranqüila e não há problemas com alunos dos CAs vizinhos. “A proximidade só aumenta a integração entre os três cursos”, completa. Por incrível que pareça, o 1° semestre é o que menos freqüenta o CAGEA. “Os outros calouros estão meio tímidos, nunca vêm no CA. Acho que é porque eles ainda não se acostumaram com o cheiro do cigarro”, brinca Victor de Lima, 1° semestre, um dos únicos calouros que vai lá.


Nada de “é proibido fumar”. Fumantes e não fumantes convivem tranqüilamente no CA de Geografia. “Tem muita gente que fuma aqui, tem a galera que não fuma, mas que aceita. Eu mesmo não fumo, mas não me incomodo com a fumaça do cigarro. É tão normal ter gente fumando aqui que já até me acostumei”, diz Rebeca Silva, 3° semestre, integrante da chapa interina.


O CAGEA não possui gestão fixa. No primeiro semestre de 2006, tentaram elaborar eleições. Duas chapas foram montadas, mas faltou quorum para que o processo fosse legitimado. O CA ficou quase um semestre sem gestão. No final do 1° de 2006, os alunos se reuniram e decidiram montar uma equipe interina. As reuniões passaram a ser semanais, e quem se interessa pode participar, não havendo hierarquia; comissões executivas cuidam das partes de cultura, lazer, esportes e política. Desde então, a gestão interina é responsável pelo CA. Ela estará à frente até setembro deste ano, quando serão convocadas novas eleições. “Todo mundo participa da chapa. Não somos exemplo de organização, mas não há muitas reclamações a nosso respeito”, diz Rebeca Silva, que sempre participa das reuniões semanais.


Realmente não há muitas reclamações dos alunos com respeito à gestão ou mesmo quanto aos outros aspectos do CAGEA. A maior reclamação é por causa do espaço físico. “O CA é meio sujo e bagunçado. Até tentamos limpá-lo, mas em dois dias já está todo sujo de novo” diz Marc Araújo, 4° semestre. “O mau cheiro também é um problema, embora muitos aceitem o uso do tabaco no CA. O cheiro da fumaça fica impregnado na roupa, quem trabalha e tem de vir com roupa social para a faculdade reclama que sai cheirando a cigarro daqui, mas não deixam de freqüentar o CA por causa disso”, ressalta Victor Lima.


Recepção dos novos alunos e outros eventos

Não há trote, apenas um café da manhã para os calouros e um acampamento direcionado aos calouros tipo A e B. O evento, organizado uma vez por ano na fazenda Água Limpa (FAL), além de muita diversão, traz palestras ministradas pelos professores que também acampam com os alunos. Paralelo a isso, tem o churrasco da Geografia, anual e sem fins lucrativos. Outro evento organizado pelo CAGEA é o Festival Geografia da Música Brasileira, onde bandas e DJs tocam música brasileira de todos os estilos. Também anual e visa arrecadar fundos para o CA. Neste ano, o festival ocorrerá no dia 15/06, no Centro Comunitário.

Um comentário:

Ricardo Stumpf disse...

Onde há xadrez, há gente interessada em jogo de estratégia. Até para combinar com o espaço altamente socializante do CAGEA, jogos de tabuleiro modernos de estratégia seriam uma boa, pois comportam até 7 pessoas por jogo.

Pesquise "jogos de tabuleiro modernos" em sites de pesquisa para saber mais desses jogos que só agora chegaram ao Brasil.

Abraços!!