Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


quarta-feira, 23 de maio de 2007

Série CAs

Capsio é um dos mais movimentados
por Camila Guedes
fotos: Lucas Doca



O Centro Acadêmico de Psicologia da UnB (Capsio) fica localizado logo no início da ala sul, bloco A, do Instituto Central de Ciências (ICC), vulgo Minhocão


Administrativamente, não existe hierarquia na gestão do Capsio. As decisões são tomadas por todos os alunos do curso ou, pelo menos, por aqueles que desejam participar. Segundo Luiza Borges, da equipe gestora, o mais recente exemplo de cooperação entre o grupo foi a compra de dois sofás com recursos arrecadados pelos próprios integrantes do CA. Por meio de um grupo na internet, no qual todas as questões relacionadas ao Capsio são discutidas, definiram trocar esses móveis, que já estavam deteriorados pelo tempo e uso. Apesar de o espaço físico ser reduzido, ocupa só uma sala, o centro é bem organizado. Inclusive, eles contam com um arquivo próprio, recentemente classificado, onde guardam informações históricas e outros dados referentes ao Capsio.

Dentre os eventos promovidos com auxílio e/ou apoio do CA de Psicologia, o de maior destaque é a “Semana da Luta Antimanicomial”, cuja última edição ocorreu entre os dias 14 e 19 de deste mês. A programação incluía exibição de filmes; minicursos (com a colaboração do mestre em Filosofia pela UnB Rogério Basali), debates (contando com nomes como Ricardo Lins, diretor do Hospital São Vicente de Paula, Edmar Carrusca, psicólogo e membro do Conselho Regional de Psicologia e Karine Porto, do Ministério da Saúde), além de oferecer apresentações culturais, a exemplo da batucada que encerrou o evento, sexta-feira, dia 18, na Praça do Relógio. Outro evento que não pode ser esquecido é o Festival de Cinema. Os alunos filmam curtas de mais ou menos um minuto com câmeras amadoras, e depois realizam uma espécie de concurso que, além de ser bastante competitivo, oferece prêmios aos vencedores. Além disso, segundo o estudante Daniel Rohe, todas as sextas-feiras os estudantes fazem um happy hour.



Estudantes procuram manter a organização do local



Aprendizes e quase psicólogos

Rohe afirma ainda que no curso de Psicologia não existe a crença de que calouros devem sofrer. Pelo contrário, são recebidos pelos veteranos deles antes mesmo que o semestre efetivamente comece. Entre festinhas, café da manhã especial e, de vez em quando, um almoço organizado pelos veteranos, realiza-se uma festa estilo open bar para angariar fundos para o CA. Por volta da terceira semana de aula, uma animada gincana rouba a cena. Por meio de várias brincadeiras, os veteranos se integram com os calouros e até os mais tímidos conseguem fazer novas amizades.

2 comentários:

blog do CACOM disse...

Erros na disposição do texto em decorrência de problemas com o servidor. Corrigiremos dentro em breve. Agradecemos pela compreensão.

Editor disse...

ERRATA EXPRESSA

Perdõem-nos, em especial, os estudantes de Psicologia. Um "o" foi acrescentado indevidamente no nome do Centro Acadêmico. A correção é esta: CAPSI.