Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


domingo, 27 de agosto de 2006

Ombudsman

por Guilherme Rocha

O Blog do CACOM já se consolidou como um espaço alternativo e independente de informação para o estudante da UnB e demais interessados no meio universitário. Traz notícias, reportagens elucidativas e entretenimento: tudo em interação com o leitor, seja por meio de enquetes, espaço para comentários e, até mesmo, espaço para o próprio leitor publicar o seu texto.

Porém, devido ao seu caráter de jornal-laboratório, o site peca em alguns aspectos na construção do conteúdo jornalístico. A questão do tamanho das matérias ainda persiste. Certamente, é preferível um texto maior para não cortar a boa e completa informação, mas é inegável a dificuldade da leitura na tela do computador. Então, para não prejudicar o encadeamento de idéias e para, conseqüentemente, propiciar ao leitor maior entendimento, o site poderia passar a dividir as grandes matérias em outras menores, uma relacionada com a outra.

Por outro lado, enquanto os textos em si estão extensos, o aprofundamento de temas importantes está baixo. Assuntos como o Enecom, Intercom, Matrícula e o caso Kramer foram abordados, mas de forma rápida. Estes parecem ter "morrido" nas poucas matérias publicadas. O Jornalismo não pode se restringir a mostrar o tema e ponto final. Ele deve ir além, mostrar o que está por trás do acontecimento, interpretar.

Na contramão, o Blog do CACOM apresenta evoluções e vitórias. Sem dúvida, a criação da coluna política "O Voto em Questão" é uma destas conquistas. Algo tão importante e tão esquecido no Brasil como a política deve ser constantemente tratada e analisada nos meios de comunicação. E o Blog faz isso muito bem ao apresentar as nossas instituições e candidatos. A equipe só deve evitar que a tal coluna domine o Blog.

Também, a coluna sobre o futebol está excelente: bem-humorada e gostosa de ler. Ademais, o espaço do leitor nos trás textos criativos e inteligentes, frutos das mentes estudantis. Sem falar que, mesmo em período de recesso, vemos matérias sobre a UnB, o que mostra que a Universidade não foi deixada de lado.

Guilherme Rocha estuda Jornalismo na UnB e é ex-editor do Blog do Cacom.

2 comentários:

Anônimo disse...

é Ombudsman, sua besta

Marcelo disse...

Não concordo com o ombudsman quanto a ser uma função do jornalismo interpretar, ainda mais em se tratando de política. É uma tentação pela qual passam, diversas vezes, os jornalistas, principalmente os especialistas em política: a de interpretar para uma classe média não tão pensante os fatos e acontecimentos do meio político. Entretanto, devemos lembrar que pode o jornalista aprofundar-se nos fatos sem deixar tão impressa sua opinião na cobertura. Será tão difícil assim?