Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

Futebol!

O Universo numa câmara de ar
por Vitor Matos

De braços dados com dezembro, vêm os eventos escolares comemorando o encerramento do ano letivo. Os antigos celebravam a chegada do solstício de verão com colheitas de centeio; nós, com formaturas. Só a minha pessoa já compareceu a duas delas nos últimos dias. Horripilante. A humanidade não apenas conseguiu alçar a tortura ao seu mais alto grau de crueldade como também cometeu a proeza de institucionalizá-la. Os discursos, amigo, os discursos! O paraninfo, o diretor, a aluna carismática. E mais juramento, homenagem aos pais, aos mestres, etc,etc,etc...

“Se essas pessoas fossem capazes de dizer tudo isso com o menor número de palavras, como seria lindo!”, pensei eu.

No domingo último, fazenda do meu vô Nilson, desfrutávamos de uma carne mal-passada enquanto olhávamos as vaquinhas a pastar. Era um meta-churrasco. O ambiente bucólico não precisa necessariamente de ser alienado.Por isso ligamos a TV para assistir o futebol da tarde.

Só uma coisa interassava naquela derradeira rodada do Brasileirão. Seria o Vasco ou Paraná que ficaria com a última vaga pra Libertadores 2007? O Bacalhau, para tanto, precisaria vencer o Figueirense em Florianópolis e torcer pro Paraná não ganhar do São Paulo, o campeão, em Curitiba. Seu Nilson Ferreira é vascaíno. Eu também torci pro Vasco naquela tarde.

Entretanto, jogo tinha toques dramáticos. O cronômetro se esvaía e o time de São Januário não chegava ao gol que seria sua redenção. O zero a zero se impunha com empáfia. Em Curitiba, o Paraná também empatava. Bastava só um mísero tento pra o Vasco atingir seu grande objetivo. Nada além, um golzinho só, irregular que fosse, impedido, de mão, ou de pênalti cavado.

44 do segundo tempo ― engraçado como o destino reserva suas surpresas pros momentos finais. Um gol e o Vasco se classificava. Os jogadores corriam esbaforidos pelo gramado. De repente, uma bola cruzada da direita. Leandro Amaral, o centroavante cruzmaltino, se vê com a pelota nos pés, um pouco atrás da pequena área, o gol livre à sua frente. Tudo indica que ele vai marcar. Prepara o pé, libera um chute consciente.

Enquanto isso, na Escócia, um homem de saiote xadrez toca gaita de foles. Num outro país qualquer, uma mãe ensina valores cristãos para seu filho mais novo, enquanto o mais velho e a namorada esquecem os deles no quarto ao lado. Um chinês morre, novecentos mil nascem. Uma onda quebra numa praia da Tailândia, todo mundo já pensa que é Tsunami. O dia nasce na Nova Zelândia e a lua do meio-dia desponta no céu da Finlândia.Aurora Boreal. Um carro-bomba explode em Bagdá, depois se descobre que era alarme falso. Na verdade, tratavam-se de dois carros-bomba.

Leandro Amaral errou o chute. A bola bateu caprichosamente no travessão. Imagino a dor dos vascaínos país afora. No futebol, centímetros separam a suprema alegria da implacável tristeza. Entre esses dois extremos, um mar de sentimentos. Essa bola na trave consegue sintetizar todas as emoções humanas. A onda, a China, as mães, as guerras, eu, meu vô,a felicidade, o fracasso, a indiferença. Está tudo ali, num intervalo de milésimos de segundo entre um chute e uma explosão no travessão. Nenhuma expressão artística consegue tanto em tão pouco tempo. A bola de futebol leva o Universo dentro de si.


P.S: Ele se reelegeu para um novo mandato presidencial na última segunda-feira. Continuará sendo o líder de uma nação que abarca cerca de trinta milhões de pessoas. Sua parceria com o petróleo estatal continua firme. Uma de suas promessas para 2007 é conquistar a América. Parece que o Márcio Braga, presidente do Flamengo por mais 3 anos, vai partir com tudo para ganhar a Libertadores.

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei!!! Ficou muito bom, Vítor!
Bjuuuuuus,
Ana Paula

Ale Genes disse...

hola queria saber si me podian ayudar y pasar el texto de sarah kane, blasted
desde ya muchas gracias
mi email es alitogenes@hotmail.com