Notas Expressas

Tivemos um enxugamento do nosso corpo de repórteres, mas estamos, aos poucos, retomando o ritmo de publicação de matérias.
(atualizado em 20 de outubro de 2007)


domingo, 10 de setembro de 2006

Ombudsman

por Marcelo Parreira

Tarefa ingrata a do ombudsman. Aliás, quase todo mundo sabe o que é um ombudsman, mas para quem não sabe eu apresento o significado: o original no sueco significa representante. Atualmente o ombudsman é um representante, o responsável por levar as reclamações realizadas a quem deve, de fato, ouvi-las.

Este humilde ombudsman não se vê nessa função de representante. Não ouvi as reclamações de leitores que não gostaram disso ou daquilo, e nem venho aqui defender imparcialmente a comunidade. Vim aqui somente expor um pouco da minha opinião sobre como foi feito o blog desde o último sofredor, digo, ombudsman que por aqui passou.

Algumas coisas são destaque. Faço questão de ler a coluna de futebol, ainda é o melhor do blog. As colunas O voto em Questão e Sabor em Pauta são de fato iniciativas brilhantes, mas iniciativa não garante sucesso de nada hoje em dia. Apresentar as propostas básicas dos candidatos é útil, mas e se nos aprofundássemos um pouco mais? Quem sabe discutir a viabilidade das propostas? Os nossos professores do Departamento de Ciência Política estão sempre palpitando na mídia, por que não comentar para a gente também? Afinal, será que legalizar todos os condomínios irregulares não tem complicações?

Já quanto ao Sabor em Pauta, ainda aguardo as informações nutricionais. Falar que um prato é razoavelmente saudável, mas que faltam opções para alguém com uma dieta mais balanceada é superficial demais para contar como opinião de nutricionistas. Aliás, acredito que foi apenas um caso isolado, e aguardo a próxima matéria (quando é a que analisa o RU?) com um nutricionista dando sua verdadeira opinião.

Agora um assunto um pouco mais complexo: a cobertura do Intercom. Paralela, alternativa, feita por estudantes. O que isso deve significar? Absolutamente nada. Para mim, cobertura é cobertura, e o blog tem feito trabalhos bons em muitas outras oportunidades e não deve, portanto, utilizar-se do fato de ser uma iniciativa de discentes para contar como desculpa para resultados ruins.

A matéria sobre a abertura do Intercom começou mal: “As Bárbaras da Universidade de Brasília” tem nome de release de assessoria. Ficamos todos orgulhosos de ter uma colega elogiada, e ela tem de fato os méritos para tal. Mas isso não significa que devamos focar uma matéria sobre a abertura de um evento como o Intercom em um detalhe como esse. Um parágrafo talvez fosse suficiente para apresentar o elogio público, sem desmerecer a elogiada. Como eu disse, do jeito que ficou até parece que a assessoria da Bárbara citada fez um bom trabalho junto à equipe do blog.

A idéia de notas para acompanhar mais rapidamente a realização das palestras foi boa, mas talvez tenham ficado superficiais demais. Muitas vezes o nome dos palestrantes era citado, mas não sua parte efetiva no colóquio. Fiquei sempre na curiosidade. Talvez abdicar da regra do espaço permitido em prol de uma maior profundidade (às vezes o mínimo de profundidade necessário) não fosse tão problemático assim.

Acho que é isso. De resto, parabenizo as matérias de serviços e cultura, que continuam úteis e interessantes, e alguns artigos que aparecem por aí. Não parabenizo todos, talvez por discordar da opinião dos articulistas. Mas também não critico, afinal articulistas e ombudsmans padecem juntos, são sofredores irmãos.

Marcelo é estudante do 5º semestre de Jornalismo na UnB e ex-bolsista do projeto de extensão da Faculdade de Comunicação, SOS Imprensa.

6 comentários:

Aerton Guimarães disse...

Esclarecimentos:

Infelizmente temos limitações de espaço em nossas publicações (é inviável escrevermos textos com mais de 60 linhas constantemente em um blog), o que impede certo aprofundamento em alguns assuntos;

O objetivo de nossa cobertura no Intercom era mostrar, de forma diferenciada, o que estava acontecendo durante o evento. A cobertura convencional foi realizada pelo site oficial, www.fac.unb.br/intercom, para o qual também escrevemos algumas matérias, devido a uma parceria realizada.

A importância dada ao trecho do discurso de Nélia Del Bianco na abertura do Intercom (matéria feita por mim, publicada dia 07/09) foi debatida pela equipe do blog. Como procuramos destacar a participação dos estudantes no evento (como é observável nas colunas Intercom e em outras matérias, por exemplo), era imprescindível destacar tal acontecimento, no qual os estudantes são elogiados na figura de Bárbara Lins, uma das organizadoras do congresso. Acredito que a estudante não possua assessoria, Marcelo.

Vale ressaltar, novamente, que a cobertura oficial e convencional do Intercom fora realizada pelo site www.fac.unb.br/intercom. Quando alguém se propõe a fazer uma cobertura alternativa, isso quer dizer que será diferente, fora do padrão, e foi o que aconteceu.

Muito obrigado pelas críticas. Elas serão muito úteis para a melhoria de nosso trabalho!

Anônimo disse...

realmente a coluna sobre futebol é a melhor coisa que tem nesse blog.
o carinha tem talento!

Bárbara Lins disse...

Marcelo!
Eu não tenho assessoria...
Mas agora que tu tá desempregado
tá afim?
uahuahauha

Marcelo disse...

Pagando bem, que mal tem? garanto que consigo emplacar umas matérias por aqui...

Carla Caldas disse...

Se vc queria trabalhar no blog, pq não disse logo? Tem vaga!

Marcelo disse...

Eu trabalhar no blog? Não, obrigado. Depois aparece algum maluco e fica criticando meu trabalho. Já a assessoria da Bárbara muito me interessa...